'As Panteras': após Thandie Newton, Nia Long denuncia racismo em testes

Publicado em 16/07/20 14:00

A atriz Nia Long, conhecida pelos papeis na franquia "Vovó... Zona" e na série "Um Maluco no Pedaço", se juntou à colega Thandie Newton ao dizer que sofreu racismo e machismo no processo de testes para o filme "As Panteras" (2000). Ela revelou sua história em entrevista ao Insider.

Long fez teste para o mesmo papel que Newton quase interpretou: o de Alex, uma das Panteras, que acabou sendo vivida por Lucy Liu. Enquanto Newton disse que ouviu comentários preconceituosos do diretor McG e da produtora Amy Pascal, Long comentou que não chegou a conhecê-los.

Ao invés disso, a atriz recebeu de seu agente a notícia de que tinha perdido o papel por ser "velha demais" para contracenar com Drew Barrymore — mesmo tendo apenas cinco anos a mais que ela.

"Eu fiquei pensando: será que isso é um tipo de código para dizer que eu sou negra demais? Eu quero deixar claro que adoro Drew Barrymore, acho ela incrível, mas me parece que foi isso. Não há ninguém negro no filme. Eu seria a única pessoa negra lá", comentou.

De acordo com Long, os produtores também disseram que ela era "sofisticada demais" para o papel — algo semelhante ao que Newton ouviu de Pascal, que sugeriu que ela se comportasse de forma mais "selvagem", citando estereótipos racistas como exemplos.

"A minha opinião sobre isso é que o ator e o diretor devem trabalhar juntos para desenvolver o visual e o personagem. Se, quando eu entrei no teste, eles não conseguiram ver além do meu blazer e dos meus jeans, que pena. Eu segui adiante", disse Long.

Fonte: UOL Cinemas // UOL